sábado, 25 de outubro de 2008

WTF!




Ter uma personalidade do cão não é fácil, minha gente.
Existem dias que nem eu me agüento.

Nem preciso mostrar muito os dentes para perceberem que o mar não está para peixe e do contrário também é válido.

Não que seja positivo esta conduta, mas me livro de explicações.
Sou auto-sustentável até nisto. Se estiver ruim com algo, pensativa ou inquieta prefiro eu mesma amargar e servir de psiquiatra. Não espero que os outros me agüentem, acho um saco isto tudo.

~~~

Esta semana li em algum lugar a seguinte declaração: uma atriz americana dizendo que ela mesma decide sobre o prazer dela (que ela sabe o que é gostoso ou que não é) e só deixa os homens particarem, se a mesma quiser.

“Louvável, não”?
Uma heroína! Noooossa, um dia quando eu crescer quero ser igualzinha, que tempos modernos! “Mulheres arriscando dizer este tipo de coisa.”

Louvável é o escambau !!!!!!!

Esta forma não é o que sempre deveria ser?
Passividade me dá ânsias.
Delegar o poder do prazer próprio para outra pessoa é falta de amor-próprio. Ou ainda, desconhecimento do próprio corpo.

Fico preocupada com este tipo de declaração, enquanto na mídia, as mulheres aparecem cada vez mais seguras e sexys, não é o que vejo por aí não.
É muito mais um produto a ser vendido em embalagem bonita do que na realidade.
Puro marketing sensacionalista e propaganda agressiva.

Não estou sentando lenha na fulana de tal e sim, na fora que divulgam uma “notícia” destas. Sim, notícia! Agora... Pergunta se a mídia está interessada em fazer reportagens sobre brinquedinhos femininos, o que nos dá prazer ou filmes eróticos realmente interessantes e bla blá?

NÃO! Tudo é muito superficial.

Até as próprias revistas que estão no mercado que estão voltadas para o “universo feminino” mostram cada vez mais, mulheres estampadas em poses a la Victoria Secret, uma visão tão distante quanto coercitiva de uma ditadura de beleza e comportamento. Nem mulher homossexual nem hetero ficam satisfeitas, nem vamos entrar no contexto de mostrar corpos masculinos nas mesmas.
Enfim...
Isto me lembra uma amiga que reclamava para as marcas de cerveja que colocavam mulheres sem roupa em campanhas publicitárias. Ela informava que não beberia mais a cerveja, porque era contra, queria homens sem roupa também! Terminava a declaração dizendo que já estava tomando outra cerveja. No fim, agora ela está produzindo sua própria bebida. Rs!

Mas, como o mercado é o reflexo do seu público-alvo, creio que o problema está nesta crise de valores comportamentais e sexuais. Mulheres que precisam ficar atraentes e buscam mais ferramentas para isto e que no fim, o resultado esperado seja uma segurança que de outra forma, não seria possível. Explicaria o sustento de uma mídia assim. Ou explicaria meu argumento que inteligência é afrodisíaco.
A página de dicas de maquiagem ou tendências primavera-verão não garante um orgasmo. Ou dois. Três...
E como cada um compra sua verdade, culpo a Barbie.
Mil vezes as brincadeiras de médico!

Sou a favor da sustentabilidade real e não a inventada.
Será que não estou démodé?


WTF!

14 comentários:

  1. Oiem gatona!

    Valeu pela visita!

    tô te adicionando *_*

    dois beijos!

    ResponderExcluir
  2. Concordo com sua opinião. Cansei dessas pseudo-feministas (ou você é ou não é). Para quê vender uma imagem. fazer marketing de si próprio? Para quê querer prender um homem pelo que a revista diz dizer o certo? Essa celebridades querem estender sua influência no comportamento dos outros e esquecem de suas próprias tristezas embutidas.

    Obs.: Eu tb sou como vc, prefiro guardar as coisas para mim e ser minha própria psiquiatra.

    ResponderExcluir
  3. Você é um tesão, Dona Rita.


    Adoro mulher assim.

    Diego

    ResponderExcluir
  4. hahahah Adoro!
    me identifiquei com as coisas que disse.

    'Passividade me dá ânsias.'
    Sim sim. Deixar que decidam o que nos faria feliz é como não ter poder de escolha. E isso é ridículo, no mínimo!

    haha pode ser pelo meu ascendente também [leão] que reina por aqui. E você deve entender bem isso. hehe


    Fechou com chave de ouro na hora em que disse que 'E como cada um compra sua verdade, culpo a Barbie.
    Mil vezes as brincadeiras de médico!'

    Beijos, garota!

    ResponderExcluir
  5. lá em cima na lista do meu desprezo com essas falsas feministas, odeio gente religiosa que nao liga para as pessoas ao seu redor, vegetarianos que protegem os animais mas que pensam "que se foda a humanidade", os hipócritas em geral.

    beijas

    ResponderExcluir
  6. Muito legal seu blog e esse texto... sensacional é sempre muuuito bom quando encontramos pessoas que pensam como a gente... ou até melhor... e bom encontrar pessoas que pensam.

    1000 bjs

    ResponderExcluir
  7. Sei lah, meio que duvido que inteligencia seja afrodisiaca... pode ser necessaria... mas acho q só a inteligente naum basta! Se bastasse seria perfeito, pois iria me dar bem... mas acho q isso é meio ilusao...

    ResponderExcluir
  8. O problema é que a gente (não a gente XX, mulheres, mas a gente Homo sapiens de uma forma geral) ainda não entendeu que ser bonito é legal, sim, mas ser autêntico é mais legal ainda. Mais legal, mais interessante e muito, muito mais duradouro.

    Beijão, moça :)

    ResponderExcluir
  9. Oie, gata!

    Não..sou catarinense, mas curto muito as bandas gaúchas! xD

    .dois beijos

    ResponderExcluir
  10. concordo plenamente... mas nao ha de se perder a proatividade no desespero da piedade.... a hora intima é à minha(ou à sua) moda! =]

    bjs

    --
    http://raciocinioquebrado.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. A hora intima é de cada um, concordo, Carioca.
    E como se dá este prazer também, não nego isto.
    Mas, discuto a sustentabilidade e meu ponto de vista sobre tal. Longe de ser o ideal ou absoluto.

    ;)

    ResponderExcluir
  12. Dona Rita, adorei o teu jeito
    de escrever. Me identifiquei
    com as tuas idéias!
    Acho que dariamos certo...

    Poderia discutir apenas
    a ideía que "o mercado é o
    reflexo do seu público-alvo"...

    mas fecho no resto.
    sem crises de valores
    nem nada, to te esperando...

    (DaniS)

    ResponderExcluir
  13. Muito bom o texto. Consegue te expressar bem.

    ResponderExcluir

Como assim?