segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Complico demais as coisas.
As pessoas se amam e são boas.
Fim.


2 comentários:

  1. estou com um computador novo, e pude ouvir as entrevistas. o Jorge Cajuru é muito passional, isso o faz sofrer, mas o faz viver intensamente as alegrias também; tomara que um dia ele chegue à paz da compreensão plena.

    é, pelo supra exposto, eu também complico. mas foi "de brinca", não foi à vera. tu sabes jogar bolinha de gude? bocha , sabes?


    ;p
    Marcos

    ResponderExcluir
  2. o Cajuru tinha de mostrar é a outra tatuagem: "Saudade dolorosa e gotejante daquela formosa moça na tarde aprazível na praia de Itapuã"

    =D
    Marcos

    ResponderExcluir

Como assim?